Minha essência se mantém, apesar de já estar acostumada ao ritmo de São Paulo. Por isso, não paro nunca, nunca estou satisfeita e sou bastante competitiva.
Amo dançar, não tenho vergonha! E acho que sou melhor por dentro do que por fora.