BRASÍLIA - Com uma bancada formada por 14 deados federais e dois senadores, o Podemos foi lançado oficialmente neste sábado, 1, em evento em Brasília. O partido vai substituir o antigo PTN.

O encontro que oficializou a criação da legenda também serviu para lançar a pré-candidatura do senador Álvaro Dias (Podemos-PR) como pré-candidato ao Planalto em 2018. Ele estava filiado ao PV.

Álvaro Dias
Senador Álvaro Dias é lançado como pré-candidato ao Planalto. Foto: ANDRE DUSEK/ESTADÃO
 

O outro senador no Podemos é Romário (RJ), que pretende disar o governo do Rio no ano que vem. O partido ainda tenta convencer o irmão de Álvaro Dias, o ex-senador Osmar Dias (PDT), a se filiar para concorrer ao governo do Paraná.

Apesar de o PTN ter anunciado o rompimento com o governo de Michel Temer em maio, após vir à tona a delação da JBS, a ideia do Podemos não é ser um partido de oposição, mas “independente”.  Segundo Álvaro Dias, o partido lutará por causas específicas, sem ter uma bandeira definida.

Uma das propostas do Podemos é estimular a participação popular nos posicionamentos com a sigla, com consultas online sobre temas em discussão no Congresso e o compromisso de apresentar projetos que tenham a assinatura de ao menos 20 mil eleitores.